IGM é pauta em congresso da AMA no Nordeste

IGM é pauta em congresso da AMA no Nordeste

Uma ferramenta que auxilia na atuação dos governantes para entregas reais. Foi assim que o presidente do Conselho Federal de Administração (CFA), Mauro Kreuz, contextualizou o Índice de Governança Municipal (IGM-CFA), no evento Cidades e Gestores – Congresso e Expo.

Kreuz explicou um dos motivos que levaram o CFA a desenvolver o índice. “O Estado não é autônomo, ele está a serviço da nação, a serviço do seu povo. O IGM está concebido nesse sentido para que ajude na gestão pública, ou seja, na administração para todos. Isso, para que a entrega de produtos e serviços públicos seja a melhor possível e com os melhores resultados sociais”, afirmou.  

Ao ministrar a palestra “Cidades Sustentáveis, Inclusivas e Inovadoras”, o administrador explicou que gestão é a administração no seu sentido dinâmico e que fazer gestão pública é administrar para todos.

De realização da Associação dos Municípios Alagoanos (AMA), o congresso foi realizado em Maceió (AL), em dezembro, com o objetivo de promover conhecimento sobre gestão pública. 

O tema foi dividido em diversos eixos, como eleitoral; educação; saúde;  contábil/administrativo; previdência; turismo/cultura; meio ambiente; assistência social; consórcios, e cidades sustentáveis, inclusivas e inovadoras.

Por: ASCOM CFA 

Fechar Menu